08 junho 2016

"Eu tenho os meus direitos" você conhece todos eles?

Google imagens.
    Tive uma excelente oportunidade de trabalhar na área de Recursos Humanos, curso no qual iniciei e pretendo terminar logo, pois no momento está trancado. E fui trabalhar toda contente e por esse motivo fiquei ausente aqui no blog. Mas a vida não é um mar de rosas, pensei que iria aplicar tudo que aprendi da melhor forma possível na empresa, porém, a empresa queria que eu fizesse coisas ilegais! Dei meu posicionamento aos chefes dizendo que minha conduta profissional não permitia que eu fizesse tais coisas e fui dispensada no dia que iria pedir as contas, pois eu já estava esgotada e enfim foi um grande alívio! Com essa péssima experiência me sinto no dever de mostrar alguns direitos que nós trabalhadores temos diante da empresa.

    "Eu tenho os meus direitos" Frase mais clichê porém correta! Mas será que conhece mesmo? Muitos dizem que conhecem mas não sabem da metade por falta de informação e experiências com empresas desonestas.

NOSSOS DIREITOS RESUMIDO:

1. Carteira de trabalho assinada desde o primeiro dia de serviço;
    Nunca aceite trabalhar em uma empresa sem carteira assinada, você sairá perdendo muito pois não estará contribuindo com o FGTS e no futuro terá complicações para dar entrada na aposentadoria. 

2. Exames médicos de admissão e demissão;

    Processo obrigatório! É muito importante falar a verdade para o médico que for lhe consultar, pois a sua condição de saúde estará registrado e se no futuro você vier a ter alguma complicação de saúde por alguma consequência da rotina de trabalho você terá direito ao auxilio doença.

3. Repouso semanal remunerado (1 folga por semana);
    Acho injusto apenas uma folga semanal, todos deveriam ter duas folgas semanais, tem como aplicar, mas o direito é esse até então. Algumas empresas trabalham com duas folgas por cumprir o horário comercial.

4. Salário pago até o 5º dia útil do mês;
    Sim! Gente é muito comum a empresa pagar depois do 5º dia útil sem a correção monetária! É errado! Se eles pagarem no 6º  dia útil em diante, você tem direito de pedir a correção monetária.

    Se sua empresa tem a cultura de atrasar salários, leia este artigo da revista Exame.

5. Primeira parcela do 13º salário paga até 30/11. Segunda parcela até 20/12;
    Algumas empresas pagam tudo em dezembro (até prefiro). Mas a empresa tem direito de parcelar até essas datas.

6. Férias de 30 dias com acréscimo de 1/3 do salário;
    O período de férias anuais deve ser de 30 dias corridos, se o trabalhador não tiver faltado injustificadamente, mais de 5 vezes ao serviço.

Férias vencidas: são as que se referem a período aquisitivo já completado e que não foram ainda concedidas ao empregado; “na cessação do contrato de trabalho, qualquer que seja a causa, será devida ao empregado a remuneração simples ou em dobro, conforme o caso, correspondente ao período de férias cujo direito tenha adquirido” (art. 146 da CLT).

7. Vale-transporte com desconto máximo de 6% do salário;
     A empresa tem o direito de descontar os 6% referente ao seu salário, poucas não descontam.

8. Licença-maternidade de 120 ou 180 dias, com garantia de emprego até 5 meses depois do parto; e Licença paternidade de 5 dias corridos;
    Acho triste essa realidade do pai ter apenas 5 dias, nossas leis precisam de alterações urgente! O pai deve ficar o mesmo período que a mãe tem direito, para ajudá-la e curtir seu filho também.

9. FGTS: depósito de 8% do salário em conta bancária a favor do empregado;
10. Horas-extras pagas com acréscimo de 50% do valor da hora normal;
11. Garantia de 12 meses em casos de acidente;
12. Adicional noturno para quem trabalha de 22 as 5 horas;
13. Faltas ao trabalho nos casos de casamento (3 dias), doação de sangue (1 dia/ano), alistamento eleitoral (2 dias), morte de parente próximo (2 dias), testemunho na Justiça do Trabalho (no dia), doença comprovada por atestado médico;
14. Aviso prévio de 30 dias, em caso de demissão;
15. Seguro-desemprego.

    Se você vier a passar algum constrangimento no trabalho, perceber que algo está errado, eu sugiro que procure um advogado, eles atendem de graça e com ele você pode tirar todas as suas dúvidas e talvez entrar com uma ação judicial logo. Eu era tão boba gente, eu já sofri assédio moral de uma gerente inúmeras vezes e por ser boba não entrei na justiça, pedi as contas por não suportar mais aquela situação. E deixei de pedir correção monetária de atrasos salariais, hoje eu não deixo nada passar. Nesse experiência horrível que tive, eu me posicionei e disse que não faria e o porque não faria. Alguns desses direitos citados eles queriam que eu camuflasse! Gente! Enfim, não deu.

    Espero que essa publicação ajude muitos!

Postado por: Liara Bastos.

Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. Oi Liara, muito legal (e importante) o post! É sempre bom ficar ligada nos nossos direitos e não deixar ninguém nos explorar de nenhuma forma!

    ResponderExcluir

 
Ninamore Blog © | Por: NINAMORE